quarta-feira, 4 de março de 2015

[A minha Opinião] Meu Pé de Laranja Lima


"Agora sabia mesmo o que era a dor. Dor não era apanhar de desmaiar. Não era cortar o pé com caco de vidro e levar pontos na farmácia. Dor era aquilo, que doía o coração todinho, que a gente tinha que morrer com ela, sem poder contar para ninguém o segredo. Dor dava desânimo nos braços, na cabeça, até na vontade de virar a cabeça no travesseiro."

Há muito tempo que tinha imensa curiosidade em ler este livro de José Mauro de Vasconcelos. Recordo-me de em miúda passar na velha tv, uma novela brasileira com o mesmo nome. Não consigo recordar-me de muita coisa. A única coisa que me ficou foi, que a personagens principal, era um menino muito inteligente e irrequieto.

Quando comecei a leitura, a minha maior dificuldade foi habituar-me ao português do Brasil. É uma complicação habituar-me às suas expressões e vocabulários tão próprios. Confesso que ajudaria muito ter um glossário no final do livro para saber o significado dessas muitas palavras e expressões.

Mas vocabulários à parte, a história é maravilhosa. Não há nada de mais encantador que olhar a vida através dos olhos de uma criança. Tudo nos parece mais inocente e imaginativo. Uma coisa é certa, não falta imaginação ao pequeno Zezé. 

Zezé é a personagem principal deste romance e é ele que nos leva a viajar pela sua vida e nos dá a conhecer o seu mundo real e imaginário. Esta criança tem qualquer coisa de especial, a sua sensibilidade e inteligência. É um menino que do nada aprendeu a ler sozinho, aprende com facilidade, é bastante curioso e tem uma paixão linda pelo seu irmão mais novo. Mas apesar de todas estas suas qualidades é um traquina da pior espécie. Anda sempre a arranjar maneiras e feitios para fazer das suas, para arranjar problemas e pregar sustos valentes a tudo e todos. Mas é isto que ser criança.   

José Mauro de Vasconcelos construiu uma história comovente e ternurenta. A relação de amizade de Zezé com Xururuca, o seu pé de laranja lima, é fabulosa. A imaginação de uma criança escrita e descrita de forma brilhante. A amizade de Zezé com o seu amigo Portuga, é de cortar o coração. A forma como Zezé se apega a este homem e vê nele um exemplo, que não tem no pai, é comovente. Com esta amizade o pequeno e pobre Zezé descobre a sua riqueza. A riqueza do carinho e atenção que lhe falta em casa. Mas também fica a conhecer o que é a perda e a dor.

Além deste livro nos trazer a inocência, o imaginário do mundo de uma criança, traz também uma descrição dolorosa de uma realidade social, a pobreza. A família de Zezé é pobre e numerosa. Desde muito cedo estas crianças têm de trabalhar por umas moedas. Sofrem por não ter o essencial para uma vida cómoda. É de partir o coração quando uma mãe não pode dar o que comer e vestir aos seus filhos. 

Este livro é de uma sensibilidade e emotividade sem igual. É impossível não me emocionar com o que leio. As personagens são fantásticas. A viagem ao mundo do Zezé fez-me recordar a inocência que já perdi e faz-me desejar recuperar toda a imaginação que detinha quando era criança. 

Miúdos e graúdos, leiam este livro. Acreditem em mim, é um pequeno grande tesouro. Daqui a uns anos quererei lê-lo novamente. Obrigada à Dinalivro por me proporcionar esta leitura fantástica. 

Boas leituras!     

6 comentários :

  1. Olá!
    Eu li este livro o ano passado e adorei.
    É pena não ser mais conhecido.
    Gostei muito da opinião.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Florbela, obrigada pelo comentário. De facto é pena este livro não ser muito divulgado. Espero com esta opinião atrair mais leitores ;)

      Eliminar
  2. Olá!!!
    Também gostei muito deste livro. Um pouco triste, mas bonito.
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Marisa. Sim, é uma história um pouco triste mas muito emotiva. :) É por isso um pequeno tesouro ;)
      Beijinho

      Eliminar
  3. Olá!
    Li este "tesouro" como lhe chamas o ano passado e adorei!!! Partilho, se não te importas, aqui a minha opinião - http://osabordosmeuslivros.blogspot.pt/2014/10/meu-pe-de-laranja-lima-de-jose-mauro.html
    Obrigada e Boas leituras!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana. Obrigada pelo comentário e partilha da sua opinião. É sempre bom ver que há mais pessoas a adorar os mesmos livros :) Boas leituras!

      Eliminar