segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Desafio de leitura Manta de Histórias 2018 - Ponto de situação


Olá leitores, boa tarde.
Venho fazer a última actualização do desafio. Queria colocar aqui a imagem com o desafio completo, mas infelizmente, os dois últimos meses do ano foram complicados. Se não fosse a falta de tempo e cansaço teria concluído o desafio. Mas estou feliz na mesma. Este foi o primeiro desafio de leitura em que participei e o balanço não podia ser mais positivo. Venha o próximo!

Aqui ficam os últimos pontos que consegui completar:
Livro que queres ler à séculos - A cruzada das crianças
Uma biografia - Frida Kahlo
Personagem com o teu nome - Iluminações de uma mulher livre
Recomendado por um amigo - A sombra do vento 
Livro da década do teu nascimento - Uma punhalada no escuro 
Na estante há mais de um ano - O homem que sabe pensar
Livro de um autor nórdico - A princesa do gelo 

Os pontos que ficaram em falta:
Livro vencedor do goodreads choice awards 2017 - pretendia ler Antes de sermos vossos
Livro mencionado noutro livro - pretendia ler Toda a luz que não podemos ver 
Livro emprestado - pretendia ler O fiel jardineiro

Espero que muitos de vós tenham concluído o desafio. Mesmo que não o tenham conseguido, o importante é terem-se divertido a fazê-lo. 
Em 2019 há mais. Para quem quiser participar espreitem aqui
Boas leituras!

Primeiras Palavras - A Cruzada das Crianças

A Cruzada das Crianças (vamos mudar o mundo)A Cruzada das Crianças by Afonso Cruz
My rating: 3 of 5 stars

3,5
Olhar o mundo pelos olhos das crianças é sempre tão honesto e desconcertante. Neste livro de Afonso Cruz as crianças têm a palavra e querem mudar o mundo. Querem encurtar distâncias, acabar com o egocentrismo e trazer a felicidade ao mundo. As reivindicações são tão verdadeiras e certeiras que o leitor sente o impulso e a vontade de se juntar a elas. As crianças têm direito a reclamar, de exigir um mundo melhor. Os adultos têm o dever de as ouvir e de lhes darem a felicidade que procuram. As notícias reais que acompanham a narrativa, tornam-a ainda mais poderosa. É urgente a mudança.


domingo, 30 de dezembro de 2018

Os melhores livros de 2018

Estamos em altura de reflexão e balanços. Estive novamente a recordar as leituras que fiz este ano e os livros que se seguem, foram os que mereceram as 5 estrelas bem redondas no Goodreads. 


O Nuno Nepomuceno não pára de me surpreender e de todos os livros que li do autor, este Pecados Santos é, sem dúvida, o mais fantástico. 
Opinião aqui.


Estreei-me com António Gedeão e fiquei maravilhada. Texto e ilustrações são a dupla perfeita, música para os meus ouvidos. Fiquei apaixonada por este livro. 
Opinião aqui.


Tanto me falaram e recomendaram este livro que o tive de ler. Só tenho pena de não ter pegado nele mais cedo. Uau! Que livro! É uma loucura esta narrativa, com constantes surpresas e reviravoltas. 
Opinião aqui.


Dorothy Koomson é uma das minhas autoras favoritas. Sempre que é publicado novo livro, lá vem ele parar cá a casa. A Sereia de Brighton é mais uma brilhante história da autora. É um vício este livro!
Opinião aqui.


A Sombra do Vento foi a minha estreia com Zafón. Cansaram de me recomendar este livro e autor. Este ano lá o tirei da estante e fui surpreendida. Em 2019 quero voltar a ler este autor e continuar esta série.
Opinião aqui.

E para vocês leitores, quais foram os vossos melhores livros?
Já leram algum dos que referi?
Deixem os vossos comentários. 
Boas leituras! 

sábado, 29 de dezembro de 2018

Desafio de Leitura do Manta de Histórias 2019



Este ano foi ano de estreia, do Desafio de Leitura do Manta de Histórias. Estou feliz pela participação e entusiasmo dos leitores.
Retribuo o vosso carinho lançando novamente um novo desafio. Espero que gostem, que participem e que o partilhem. Quero manter os leitores deste primeiro ano e trazer novos leitores ao desafio. 
Conto convosco?
Deixem em comentário a vossa opinião sobre o desafio de 2019.
Boas leituras! 


quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Passatempo de Natal - Porto Editora


Com o apoio da Porto Editora, temos para oferecer um exemplar do livro, Perto de Casa. Para participar basta ler atentamente as regras do passatempo e responder às questões que se encontram no formulário.

Regras do passatempo:

Ser seguidor do blogue Manta de Histórias (Para ser seguidor, basta clicar em "seguir" na barra lateral direita do blogue.)

Partilhar publicamente este passatempo (blogger, facebook, twitter, etc)

O passatempo é válido de 13 de Dezembro até às 23h59m do dia 31 de Dezembro.

Só é válida uma participação por pessoa e residência, de residentes em Portugal Continental e Ilhas.

Participações com respostas erradas e/ou dados incompletos serão automaticamente anuladas. 

O vencedor será sorteado aleatoriamente (random.org) pela administração do blogue, contactado por email e o resultado será anunciado no blogue. 

Os dados do vencedor serão enviados à editora que se encarregará do envio do livro.

O blogue e a editora não se responsabilizam por eventuais extravios no envio dos livros por correio.

Boa sorte e Feliz Natal!


O tempo nos teus olhos de José Rodrigues - Novidade Coolbooks



Ano de edição ou reimpressão: 2018
Editor: Coolbooks
ISBN: 978-989-766-185-3
Número de páginas (estimadas): 344

Sinopse
O coração é maior que a perda, porque a vida é maior que a dor, e a saudade e a felicidade não têm limites, nem tabelas, nem distâncias…
Uns dias antes de comemorar as bodas de ouro, a tragédia bate à porta de Manuel, com a morte da mulher da sua vida. As filhas, Helena e Luísa, há muito longe de casa, insistem que o futuro do pai passe pelo lar de idosos da vila mais próxima.
Na casa de Manuel, sucedem-se as reuniões familiares e as desavenças que o martirizam. Entre elas, valem as visitas carinhosas do filho mais novo e da neta, cúmplices da sua autonomia e capacidade de decisão, bem como a presença constante de Nicolau, o gato, companheiro fiel e atento ouvinte dos longos desabafos do septuagenário.
A solidão crescente e o agravamento de alguns problemas de saúde fazem com que Manuel ceda, mas apenas temporariamente, às pretensões das filhas. 
Surpreendentemente, aquilo que seria o fim transforma-se no início de uma grande etapa na sua vida, entre novos sentimentos, novas pessoas e novos lugares. Na sua jornada de redescoberta da felicidade, Manuel muda completamente a vida de todos os que o rodeiam…

Sobre o autor
Com formação superior na área da Gestão e carreira como consultor empresarial e formador. É socio fundador da Visar, onde desenvolve toda a sua atividade profissional, em especial na área dos seguros.
A família e os amigos, o karaté e o futebol veterano complementam o enorme gosto pela escrita.

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Campanha de Natal da Wook


Válida de 27 de novembro a 16 de dezembro 

Livros: promoção de 20% a 50% de desconto em todos os livros, à exceção de Manuais Escolares e livros vendidos no marketplace. O desconto é obtido através da combinação de desconto imediato e desconto em cartão wookmais. 

eBooks: promoção de 20% imediato nos eBooks em português assinalados com o respetivo desconto. 

Portes grátis para Portugal continental em CTT Expresso ou Rede Pickup e, para as ilhas dos Açores e Madeira, em CTT Expresso Clássico (tipos de envio disponíveis para encomendas até 10 kg). Não aplicável para encomendas contendo manuais escolares. 

Não acumulável com outras promoções ou descontos em vigor.

Visite o site aqui: https://goo.gl/k9mA1S

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

A Casa na Praia de Daphne Du Maurier - Novidade Editorial Presença


ISBN: 9789722363068
Edição ou reimpressão: 11-2018
Editor: Editorial Presença
Dimensões: 150 x 230 x 21 mm 
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 352
PVP: 19,90€

Sinopse
Dick Young vive na Cornualha, em casa do seu amigo Magnus Lane, um cientista que faz investigação química na Universidade de Londres. Dick sente-se intrigado quando Magnus lhe pede que sirva de cobaia de uma nova droga que este descobriu, mas aceita participar na experiência. a droga fá-lo viajar no tempo, transportando-o para o século XIV, no local exato onde vive: Kilmarth. 
A cada viagem proporcionada pela misteriosa droga, Dick vai-se envolvendo mais profundamente nos assuntos de pessoas que morreram há seiscentos anos, enredadas numa teia de amor, ciúme e intrigas. Progressivamente, vai perdendo o controlo da sua vida o do seu próprio tempo. Quando surge a chocante notícia de que Magnus fora assassinado quando se dirigia a Kilmarth, apenas Dick se apercebe da causa aparentemente inexplicável da morte do amigo. 
Mas tendo Magnus desaparecido, o que acontecerá à experiência em curso? E a Dick? 
Um romance clássico notável, de um dos maiores nomes da literatura britânica.

Daphne du Maurier nasceu em Londres em 1907. Filha de atores e neta de escritor, recebeu formação escolar em casa e despois em Paris. Publicou o seu primeiro romance, The Loving Spirit, em 1931. Viria a tornar-se numa das autoras britânicas mais apreciadas de sempre, e foi com A Pousada da Jamaica (1936) e Rebecca (1938) - de longe o seu livro mais conhecido - que conquistou o seu vasto público. Muitos dos romances que escreveu são bestsellers e inspiraram filmes inesquecíveis de grande sucesso. Foi agraciada com a DBE (Dame da Ordem do Império Britânico) em 1969, e viveu, até à sua morte em 1989, na sua amada Cornualha.

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Ho Ho Ho Books - Desafio de Leitura


Está aí a caminho a minha época favorita do ano, o Natal
Queria fazer qualquer coisa diferente aqui no blogue, que também envolvesse os leitores. Tive então a ideia de fazer um desafio de leitura.
O desafio consiste em ler livros cujo o título tenha a palavra Natal, ou que a acção do livro se passe na época natalícia. Não há um número obrigatório de leituras. Podem ler quantos livros quiserem. Podem ir intercalando as leituras com outros livros que não sejam de Natal, caso seja da vossa preferência. 
Para que este desafio possa ser partilhado e acompanhado por todos os participantes, peço-vos que vão publicando nas vossas redes sociais e nas do Manta de Histórias as vossas leituras, usando o hashtag #hohohobooks.
O desafio começa a 1 de Dezembro e termina a  06 de Janeiro
Posso contar convosco? 
Boas leituras! 

Páginas de livros infantis rejeitadas, de Nuno Markl e Marisa Silva - Novidade Objectiva



Páginas de livros infantis rejeitadas
De Nuno Markl e Marisa Silva
Objectiva
ISBN 978-989-665-704-8
96 páginas
PVP 13,90€ 

Sinopse
E se os grandes contos infantis e as lendas da nossa vida tivessem QUASE seguido outros caminhos, em páginas de livros que o bom senso pôs de parte? O que aconteceria se o Capuchinho Vermelho não tivesse cuidado com o programa da máquina de lavar? Se a Rapunzel teimasse em alisar os seus longos cabelos? Se a Fada dos Dentes se esquecesse do parquímetro? E se o Lobo Mau tivesse batido à porta dos porquinhos errados?
Nuno Markl, criador d’O Homem que mordeu o cão, e a ilustradora Marisa Silva reinventam momentos de histórias clássicas. Fábulas e lendas que não aconteceram assim…. mas poderiam ter acontecido.
@paginasrejeitadas

Sobre os autores
Nuno Markl é o autor das rubricas O Homem Que Mordeu o Cão e Caderneta de Cromos, na Rádio Comercial. Humorista e argumentista, escreveu para programas como Herman Enciclopédia, Paraíso Filmes, O Programa da Maria e Os Contemporâneos. Foi actor no filme A Bela e o Paparazzo e já emprestou a sua voz a personagens de animação, na dobragem de filmes da Disney e da Dreamworks, como DivertidaMente e História de Uma Abelha. Foi o criador da série 1986, da RTP1. Vive na Parede com duas cadelas, Flor e Uva, que — suspeita-se — lhe segredam grande parte das ideias destas Páginas Rejeitadas.

Marisa Silva é uma ilustradora e pintora de Gondomar. Arquitecta, designer e decoradora, esta fazedora de artefactos tem paixão por fotografia e moda e dá aulas na Universidade Sénior de Rio Tinto. Pertence à direcção da ARGO — Associação Artística de Gondomar —, é directora artística, cenógrafa e figurinista do grupo de teatro Sururus e vive no campo rodeada de animais diversos — e talvez de alguns duendes e fadas.

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Então, boa noite, de Mário Zambujal - Novidade Clube do Autor


152 Págs.
PVP: 14,50€
Disponível a partir de 27 de Novembro

Sinopse
Então, Boa Noite relata as aventuras, quase sempre fora de horas, de Afonso Júlio na tentativa de cumprir o último desejo do seu padrinho: encontrar uma mulher, de quem ele só sabe o nome, e casar-se com ela. Nada impossível, pensarão alguns, mas Afonso Júlio vive com uma mulher e, como se isso fosse pouco, está enamorado por  outra.
Enquanto procura a mulher referida no testamento, Afonso Júlio desfia as angústias que o consomem, a começar pela má-sorte de ter nascido com um problema nos neurónios. Não é fácil viver a cair de sono durante o dia e só espevitar após o sol posto. No trabalho e na vida amorosa, Afonso Júlio não consegue sair do lusco-fusco. E como se tudo isto fosse pouco, a inesperada missão de encontrar a desconhecida sobrinha do seu padrinho.

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Meninas pequenas, GRANDES SONHOS de Mª Isabel Sánchez Vegara - Novidade Nuvem de Tinta


PVP c/IVA 12,90€

Sinopse
Meninas pequenas, grandes sonhos é uma colecção de contos sobre algumas das mulheres mais importantes da nossa história, para que as crianças de hoje saibam quem foram e o que alcançaram com a sua determinação.
Frida Kahlo, Teresa de Calcutá, Anne Frank e Amélia Earhart

Maria Isabel Sánchez Vegara estudou Publicidade e relações Públicas e desde pequena que se sente atraída por poesia. É diretora criativa e faz anúncios para a televisão, no entanto, diverte-se muito mais a escrever livros. Vive em Barcelona, é feliz e gosto de yoga, de jardineiras de ganga, de cangurus e de galgos.

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

O Urso, o Piano, o Cão e o Violino de David Litchfield - Novidade Fábula


O Urso, o Piano, o Cão e o Violino
40 pp. | 13,99€

Sinopse
O violinista Heitor e o seu cão Hugo são os melhores amigos. Quando o Heitor se reforma, o Hugo começa a tocar violino e torna-se um violinista extraordinário.
Pouco depois, um urso músico muito famoso dá ao Hugo a oportunidade de viajar pelo mundo a tocar para milhares de pessoas, algo com que o Heitor sempre sonhara.
Mas será que o Heitor vai conseguir pôr de lado o seu orgulho e ficar contente com o sucesso do Hugo?
Esta história, que sucede ao brilhante O Urso e o Piano, mostra que, apesar de poder passar por tempos bons e tempos maus, a verdadeira amizade fica para sempre.

David Litchfield é um aclamado autor e ilustrador de livros infantojuvenis. O seu estilo destaca-se pela envolvência dos cenários e o uso de diversas técnicas tradicionais combinadas com ferramentas digitais.
O Urso e o Piano foi publicado em 30 línguas, com um grande aplauso da crítica à escala global, e venceu o Prémio Waterstones para Melhor Livro Ilustrado.

sábado, 17 de novembro de 2018

O Natal de Poirot de Agatha Christie - Novidade Asa


O Natal de Poirot
Agatha Christie 
A Ano de Edição / Impressão: 2018
Número Páginas: 288
Dimensões: 215 x 20 x 140 mm
ISBN: 9789892343693
Editora: ASA

Sinopse
É véspera de Natal. A reunião da família Lee é interrompida por um ensurdecedor barulho de mobília a partir-se, seguido de um grito de agonia. No andar de cima, o tirânico Simeon Lee é encontrado morto. Quando Poirot entra em cena percebe que, estranhamente, o ambiente não é de luto, mas de desconfiança mútua… é que a vítima era odiada por todos. Cabe ao genial detetive a tarefa de descobrir quem foi capaz de passar das palavras aos atos. 
Hercule Poirot é o personagem mais famoso de Agatha Christie. Este agente reformado da polícia belga é um detetive brilhante, pomposo e de aparência extravagante. Os seus métodos de investigação são únicos e infalíveis. Não há mistério que resista às famosas “celulazinhas cinzentas” de Poirot.

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Sob um Céu Escarlate de Mark Sullivan - Novidade Cultura Editora


ISBN: 9789898886217
Edição ou reimpressão: 11-2018
Editor: Cultura Editora 
Páginas: 464

Sinopse
Pino Lella não quer nada com a guerra ou com os nazistas. Ele é um adolescente italiano normal – obcecado por música, comida e miúdas, mas os seus dias de inocência estão contados. Quando a sua casa em Milão é destruída pelas bombas dos Aliados, Pino ajuda judeus a escapar dos Alpes e apaixona-se por Anna, uma bela viúva seis anos mais velha do que ele. Numa tentativa de protegê-lo, os pais de Pino forçam-no a alistar-se como soldado alemão – julgando que assim o manteriam longe de combate.
Mas Pino é ferido e depois recrutado, aos dezoito anos, como motorista pessoal do general Hans Leyers, o caudilho de Adolf Hitler na Itália, e um dos comandantes mais misteriosos e poderosos do Terceiro Reich. Agora, com a oportunidade de espiar o Alto-Comando Alemão, Pino luta em segredo, suportando os horrores da guerra e da ocupação, tendo a sua coragem reforçada pelo seu amor por Anna e pela vida que ele sonha que um dia compartilhar.

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Foi sem Querer que te Quis Raul Minh’alma - Novidade Manuscrito


ISBN: 9789898871657
Edição ou reimpressão: 11-2018
Editor: Manuscrito Editora 
Páginas: 312

Sinopse
Quando menos esperamos a vida traz-nos aquilo que tentamos rejeitar. Como era possível Beatriz ter-se apaixonado, sem querer, por Leonardo? A primeira impressão que teve dele foi a pior possível. Era um jovem rico, mal-educado e mimado. Tudo o que mais desprezava em alguém. No entanto, o avô de Leonardo, um homem sábio e profundo conhecedor da vida, viria a aproximá-los.
Ao perceber a necessidade de Beatriz em reencontrar o caminho da felicidade depois de várias desilusões amorosas, ele promete dar-lhe a receita para ser feliz no amor. Um segredo escrito e guardado num envelope que ela só poderia abrir depois de cumprida uma tarefa: ajudar Leonardo a fazer as pazes com o seu passado e a tornar-se uma pessoa melhor. O que Beatriz não sabia é que esta missão iria transformar a sua própria vida para sempre.

Sobre o autor
Nasceu em 1992, é natural do Marco de Canaveses, formado em Engenharia Mecânica na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.
Começou a escrever poesia com dezassete anos e em 2011 lança o seu primeiro livro de poemas com o título Desculpe Mãe. Na altura de dar um novo passo, começou a escrever prosa e editou em 2014 o seu primeiro romance, Os Mistérios de Santiago.
Aos vinte e dois anos conclui o seu terceiro livro, uma coletânea de 500 frases que intitula de Fome, a sua primeira obra traduzida e publicada em Espanha. Ainda em 2015 edita, juntamente com mais oito autores, o livro Letras de Barriga Cheia, inserido num projeto social e cultural com o mesmo nome.
Aos vinte e quatro anos, em 2016, escreve Larga Quem Não Te Agarra, um dos livros de ficção mais vendidos em Portugal e que chegou ao Brasil em 2017. No mesmo ano, lança Todos os Dias São para Sempre confirmando-o como um autor bestseller que conquistou o coração dos portugueses.

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

[A minha Opinião] A menina que queria salvar os livros


"A menina que queria salvar os livros" é uma surpresa fantástica. A Nuvem de Letras tem-se esmerado na publicação de livros infantis, que são autênticas obras de arte. Este livro é um bom exemplo disso. Apaixonei-me logo pela capa e título do livro.

A pequena Anna, personagem principal, é uma apaixonada pela leitura. Como qualquer leitor adora passar o seu tempo na biblioteca. Um dia faz uma descoberta terrível, a senhora Monsen, a bibliotecária, conta-lhe que os livros que não são lidos são destruídos. Anna fica tão angustiada que decide salvar esses livros.

Como todas as histórias infantis, esta tem uma mensagem poderosa. Os livros dão-nos lugares onde estar e novos amigos para conviver. É por Anna adorar viajar nas páginas dos livros que acaba por aceitar um desafio quase impossível.

Não vos vou contar mais sobre a história. O que vos posso dizer é que a vão adorar.

Klaus Hagerup escreveu uma história inspiradora, ternurenta, e Lisa Aisato ilustrou-a de forma fenomenal. É impossível não ficar encantada com este livro.

É sem dúvida o livro ideal para amantes de livros.

Boas leituras!

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Amores Difíceis Não Te Esqueças de Ti de Joana Goldberg


Título do livro: Amores Difíceis
Sub-título: Não Te Esqueças de Ti
Autor: Joana Goldberg
Estilo: Romance
Editora: Edição de autor
PVP: 10€

Sinopse
Durante a festa que Marte organiza na sua nuvem, os deuses jogam aos dados e fazem apostas sobre as vidas dos humanos. É sempre divertido, porque aquilo que os homens fazem com o seu livre arbítrio, por vezes, nem Zeus o consegue prever. 
Durante o jogo, Afrodite olha para a Terra e apercebe-se da existência de uma multidão de mulheres com o coração partido, e de um sem número de homens que nasceram com um buraco negro no lugar do coração.
A deusa sente um arrepio. Como chegaram as mulheres a este estado de fragilidade? Incúria sua? Vingança de outros deuses? Sexo mal resolvido? Afrodite necessita de respostas para poder ajudar as mulheres.
Porque, face ao mar de mentiras e traições que as rodeiam, mesmo as mais fortes parecem ter perdido toda a coragem: Isabel entrou em depressão, Mariana tornou-se descrente de tudo e Sofia encontra-se a marinar num casamento de águas podres. 
Mas, felizmente, chega um novo tempo, um tempo de esperança e renovação. De onde vem a força que fará com que as mulheres se superem a si mesmas e queiram melhorar o mundo? Do poder das deusas, da solidariedade das amizades, ou da sua própria força interior?

[A minha Opinião] Iluminações de uma mulher livre


"Iluminações de uma mulher livre" é a minha estreia com a escrita do Samuel F. Pimenta. Escolhi este livro porque se enquadrava no desafio de leitura do Manta de Histórias. Tinha de ler um livro em que a personagem principal tivesse o meu nome, e aqui estava ele.

Esta narrativa conta-nos a história de vida de Isabel, uma mulher citadina que se muda para uma aldeia pequena quando se casa. A sua integração na aldeia é difícil, pois as suas gentes olham-na como uma estranha, uma intrusa. Para além de estar fora da cidade que a viu crescer, vive um casamento que a aprisiona. O seu marido faz de tudo para a controlar e todo os dias tem de viver com os abusos e medos.

Há um dia que tudo muda para Isabel, ela decide libertar-se da prisão que é o seu casamento. Anseia por liberdade, luz, e amarrada ao seu marido não o consegue.

É a partir desta ideia de liberdade que vamos conhecendo a história de vida de Isabel e da sua família. Isabel é uma mulher curiosa, inteligente, moderna, sensível. Desde criança que sempre foi muito irreverente e dona do seu nariz. São também a partir dos ensinamentos da sua avó, uma mulher visionária, que Isabel se transforma na mulher que hoje é, uma mulher de liberdade, de natureza, de amor.

Samuel F. Pimenta pegou em várias histórias que são passadas por via da tradição oral e também em figuras históricas femininas, e construiu uma narrativa que é um elogio à mulher, à sua força, à sua coragem, à sua inteligência e sensibilidade.

Foi sem dúvida uma leitura desafiante.

Boas leituras!

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

O Pai Natal e Eu de Matt Haig, Chris Mould - Novidade Booksmile


AUTOR Matt Haig
ILUSTRADOR Chris Mould
COLEÇÃO Fora de Coleção 9+
ISBN 9789897078200
PVP 14,99 € (IVA incluído)
preço fixo até fim de março de 2020
1ª EDIÇÃO outubro de 2018
EDIÇÃO ATUAL 1.ª
PÁGINAS 320
APRESENTAÇÃO capa mole
DIMENSÕES 130x198x23 mm
IDADE 9+

Sinopse
Às vezes, a Amélia acha uma chatice viver na Elfolândia. Ninguém aguenta ouvir canções natalícias todos os dias do ano. Sim, sim... até mesmo em agosto! Mas quando o malvado Coelhinho da Páscoa aparece para arruinar o Natal e acabar de vez com a Elfolândia, a Amélia nem pensa duas vezes: está na hora de lutar contra as forças do mal...
... antes que seja tarde demais!

Sobre os autores
Matt Haig escreveu o seu primeiro livro em 2004 e, desde então, nunca mais parou. Autor bestseller, recebeu o Blue Peter Book Award, o Smarties Book Prize e foi por três vezes finalista da Carnegie Medal.

Chris Mould dedica-se às Artes Plásticas desde os 16 anos. É casado, tem dois filhos, e adora trabalhar no tipo de livros que gostaria de ter lido quando era criança. Mould recebeu o Nottingham Children’s Book Award e foi proposto para o Sheffield Children’s Book Award.

[A minha Opinião] Chá e Corações Partidos


É já sabido que gosto muito de ler os livros da Trisha Ashley. São sempre livros leves, ideais para ler entre leituras mais puxadas.

"Chá e Corações Partidos" não se pode dizer que seja uma história leve. É a história de um coração que é partido inúmeras vezes e que se tenta manter à tona de água. Alice, personagem principal da narrativa, é esse coração partido.

Desde o nascimento que Alice sofre desventuras. É abandonada acabada de nascer, depois adoptada por um pai que a ama e uma madrasta que a detesta. Sofrerá várias perdas ao longo da sua juventude e idade adulta, que lhe vão partido o coração. Mas são também essas mesmas perdas que a fazem querer descobrir as suas origens e o que motivou o seu abandono.

Nesta busca pelas suas raízes, Alice irá conhecer-se melhor, irá finalmente sentir-se pertença de um lugar, realizar alguns sonhos e dar asas à sua escrita. No meio de tudo isto ainda surge um "deus grego", Niles, para lhe tirar o juízo, o que é sempre bom, mas também para lhe dar conforto.

É um livro que se lê bem e que entretém. No meu ver, este não é um dos melhores livros da autora. Já li melhores.

Boas leituras!

domingo, 11 de novembro de 2018

Herdeiros do mar de André A. A. Martins


Sinopse
Thomas é um rapaz de quinze anos, que vive na ilha pacata de Mérilla, pertencente a um mundo fictício denominado Solesea, com a mãe doente e o irmão, Billy. Thomas possui duas peculiaridades: a íris dos seus olhos revestida por um azul cristalino, uma anomalia nesse mundo, e a capacidade de respirar debaixo de água, como se estivesse em terra.
O dever de cuidar de sua mãe doente prende-o à ilha natal, embora Thomas sonhe em correr o mundo Solesea e descobrir os inúmeros enigmas que povoam a sua vida: quem é o seu pai? Porque é que a sua mãe, ainda tão jovem e bela, está tão frequentemente doente? 
Por que razão possui o poder de respirar debaixo de água? Porque é que os outros o veem como um ser diferente? Porquê a sua ânsia de partir?
Certo dia, a mãe convence-o a partir, integrado na tripulação de Morgan, capitão de um navio da Marinha, que ruma até à capital das Ilhas do Sul, Caldreon, onde Thomas irá assistir à execução do maior criminoso de Solesea, Édipo. É o início de uma fabulosa sucessão de aventuras, em que Thomas conhecerá as mais incríveis personagens daquele mundo, algumas das quais terá de enfrentar e derrotar, para se salvar a si próprio e aos seus.

Sobre o autor
O meu nome é André Martins, tenho 26 anos e sou de Corroios, margem sul. Desde que me lembro que gosto de fantasia, uma paixão que ganhei ao descobrir o mundo de Star Wars quando ainda era criança. É o tipo de género literário em que podemos usufruir de todo o potencial da nossa imaginação, ao criar todo um mundo sem barreiras e de acordo com os nossos gostos.
Sempre fui criativo e passava uma boa parte do meu tempo a imaginar histórias - até ao dia em que decidi passá-las para o papel. A escrita foi um gosto muito especial que fui adquirindo, pela necessidade de passar as minhas ideias para o mundo real e querer partilhá-las com alguém. Iniciei a licenciatura em Turismo e já tive muitas ocupações, no entanto é na escrita que encontro a minha paixão, onde me posso expressar completamente e ser livre. Também tenho muito gosto pela banda desenhada, um género para a qual também escrevo histórias.
Apesar de amador nesta ocupação, gostaria de contribuir para a cultura de fantasia em Portugal e dar o meu contributo no incentivo dos leitores por este género.

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

[A minha Opinião] A Sombra do Vento


Já andava há séculos com os livros do Carlos Ruiz Zafón, na estante, e nunca lhes tocava para ler. Graças ao desafio de leitura do Manta de Histórias, lá descobri esta pérola. Assim completei o ponto do desafio de um livro recomendado por um amigo.

Este "A sombra do vento" é uma viagem e tanto. Fiquei rendida à escrita do autor. Tem passagens lindíssimas, a construção da história é excelente, as personagens bem construídas, com muitos momentos de humor e mistério e o cenário é o ideal. Não há como não adorar viajar pelas ruas de Barcelona.

É uma história construída à volta dos livros e do amor. Várias histórias de amor são aqui narradas. Umas que conhecem os seus finais felizes, outras que estão condenadas desde início. São essas mesmas histórias de amor que são muitas vezes combustível criativo para muitos escritores. Muitos vivem essas histórias e passam-nas para os livros.

A figura central desta narrativa é Daniel Sempere, que numa visita ao Cemitério dos Livros Perdidos, quando ainda é uma criança, descobre um livro, que lhe muda a vida para sempre. Os anos vão passando e Daniel sente uma imensa curiosidade por saber o destino do autor de "A Sombra do Vento". Toda a vida de Julián Carax está envolta em mistério e Daniel não resiste em descobrir. Daniel ao iniciar essa investigação mal sabe que segredos irá desvendar, as pessoas que irá conhecer e os problemas que irá fazer nascer.

São muitos os enigmas, mistérios e intrigas neste livro. Quando pensas estar quase a deslindar o grande segredo da narrativa, lá vem Carlos Ruiz Zafón baralhar-te as contas.

A minha grande pena foi o Cemitério dos Livros Perdidos não aparecer muitas vezes durante a narrativa. Gostava de o ter sentido mais presente. Fora esse facto, acho que o autor construiu uma história brilhante. Criou personagens que nos apaixonam e repulsam. Adorei Fermín e o seu sentido de humor, odiei Fumero por ser um ser desprezível.

Foi sem dúvida uma história que me agarrou de início ao fim. Dei por mim a questionar tanta coisa durante a leitura. O mistério e suspense da narrativa combinam tão bem com a neblina de Barcelona. Teve um final à altura do livro. Deixei-me agarrar até à última página.

Venha daí o próximo livro da série, que espero que seja tão bom quanto este.

Leitura mais que recomendada.

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

[A minha Opinião] A distância entre mim e a cerejeira


Achei tão curioso o título do livro e a referência ao livro "O Principezinho" que não tive dúvidas nenhumas que queria ler este livro.

Esta é a história de Mafalda, uma menina de nove anos, que sofre da doença de Stargardt. A única certeza que esta menina tem, é que o seu futuro será preenchido com escuro. A doença de Stargardt é uma doença macular degenerativa que leva à cegueira e é irreversível.

Mafalda com o passar dos dias perde um pouco mais da sua visão. É esta consciência que a leva a descobrir qual é o seu essencial, aquilo que precisa mesmo de ter/ser, para quando a escuridão vier de vez.

O livro contém toda a inocência e fantasia de uma criança de nove anos, mas também nos mostra a dura realidade do que é a doença, das dificuldades que é viver com ela, do papel da família, dos amigos e de como a pessoa portadora da doença se pode reinventar.

É uma história inspiradora de coragem e determinação. Apesar do medo, o importante é manter a esperança e encontrar o caminho da felicidade.

Dou os parabéns à autora Paola Peretti, por ter tido a coragem de escrever e publicar este livro, inspirado na sua própria vida. Um livro que recomendo.

Boas leituras!

"Talvez seja esta a diferença entre a amizade e o amor. A amizade é fácil e o amor é uma confusão à cabeça, um pouco como a neblina de Stargardt nos olhos."

"É que, quando nos apaixonamos, não vemos melhor mas temos menos medo de nos estamparmos."

"Todas as crianças têm medo do escuro e eu também, porque para mim o escuro é uma venda nos olhos que se pôs por brincadeira e já não se pode tirar." 

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

A Rapariga no Gelo - Finalmente na estante


Já ando há uma eternidade para comprar e ler este livro. Graças à fantástica JBnet , já tenho o meu desejado livro. Espero lê-lo em breve. 
Deixo-vos aqui a sinopse do livro caso tenham curiosidade. 

Sinopse
Quando um rapaz descobre o corpo de uma mulher debaixo de uma espessa camada de gelo num parque do sul de Londres, a inspetora-chefe Erika Foster é imediatamente chamada para liderar a investigação. A vítima, uma jovem bela e rica da alta sociedade londrina, parecia ter a vida perfeita. No entanto, quando Erika começa a investigar o seu passado, vislumbra uma relação entre aquele homicídio e a morte de três prostitutas, encontradas estranguladas, com as mãos amarradas, abandonadas nas águas geladas de outros lagos de Londres. 
A sua última investigação deu para o torto, e agora Erika tem a carreira presa por um fio. Ao mesmo tempo que luta contra os seus demónios pessoais, enfrenta um assassino altamente mortífero e que se aproxima tanto mais dela quanto mais próxima ela está de expor ao mundo toda a verdade. Conseguirá Erika apanhar o assassino antes de ele escolher a próxima vítima? 

Visitem o site da JBnet aqui

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Primeiras Palavras - A Menina que Queria Salvar os Livros

A Menina que Queria Salvar os LivrosA Menina que Queria Salvar os Livros by Klaus Hagerup
My rating: 4 of 5 stars

"A menina que queria salvar os livros" é uma surpresa fantástica. A Nuvem de Letras tem-se esmerado na publicação de livros infantis que são autênticas obras de arte. Este livro é um bom exemplo disso. Apaixonei-me logo pela capa e título do livro.
A pequena Anna, personagem principal, é uma apaixonada pela leitura. Como qualquer leitor adora passar o seu tempo na biblioteca. Um dia faz uma descoberta terrível, a senhora Monsen, a bibliotecária, conta-lhe que os livros que não são lidos são destruídos. Anna fica tão angustiada que decide salvar esses livros.
Como todas as histórias, esta tem uma mensagem poderosa. Os livros dão-nos lugares onde estar e novos amigos para conviver. É por Anna adorar viajar nas páginas dos livros que acaba por aceitar um desafio quase impossível.
Não vos vou contar mais sobre a história. O que vos posso dizer é que a vão adorar. Klaus Hagerup escreveu uma história inspiradora e ternurenta e Lisa Aisato ilustrou-a de forma fenomenal. É impossível não ficar encantada com este livro.
É sem dúvida o livro ideal para amantes de livros.
Boas leituras!

[A minha Opinião] Frida Kahlo Uma biografia


Frida Kahlo sempre foi uma artista que me despertou muito interesse e que pouco tinha lido a respeito. Durante o meu percurso académico cruzei-me com esta artista, por isso a minha vontade de descobrir ainda mais sobre a sua vida.

Quando vi a novidade da Suma de Letras quis imediatamente ler a biografia. Apaixonei-me imediatamente pela capa do livro. Só vos tenho a dizer que ao vivo e a cores é ainda mais linda.

Quanto ao interior do livro, faz jus à capa. As ilustrações de María Hesse são tão ricas e criativas que fiquei logo conquistada. Casam na perfeição com o texto que as acompanha.

Em pouco mais de 150 páginas, conheci a vida atribulada de Frida Kahlo, uma mulher sofrida, que desde muito nova se debateu com problemas de saúde, mas que nunca baixou os braços.

Como consequência de um grave acidente que sofreu, Frida Kahlo descobriu a pintura e nunca mais a largou. O seu amor complexo com Diego Rivera também influenciou, e muito, a sua vida e a sua carreira enquanto artista.

Gostei muito de conhecer a vida de Frida Kahlo, desta maneira tão criativa e colorida. Recomendo sem reservas este livro. Fico a aguardar com expectativa que a Suma de Letras publique o outro livro da María Hesse, Orgulho Y Prejuicio".

Boas leituras!

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Mistério em Branco – Um crime no Natal, de J. Jefferson Farjeon - Novidade Livros do Brasil


Título: Mistério em Branco – Um crime no Natal
Autor: J. Jefferson Farjeon
Tradução: Artur Lopes Cardoso
N.o de Páginas: 264
PVP: 7,70 €
Coleção: Vampiro

Sinopse
Na véspera de Natal, um intenso nevão obriga um comboio a interromper viagem junto à pacata aldeia britânica de Hemmersby. Perante uma espera sem fim à vista, um grupo de passageiros decide sair para procurar refúgio e, atravessando o manto branco que teima em não amainar, depara-se por fim com uma casa escondida entre a folhagem. A porta está aberta e lá dentro a lareira brilha e o chá está posto na mesa, mas não se encontra vivalma. O que terá acontecido aos seus habitantes? O dia de Natal aproxima-se e, ainda sem anfitriões, o grupo de desconhecidos começa a explorar esta estranha casa. Mas entre eles há um assassino pronto a revelar-se.

Joseph Jefferson Farjeon nasceu em Londres a 4 de junho de 1883 numa família ligada às artes do espetáculo e à literatura. Autor de mais de sessenta histórias de crime e suspense, Farjeon começou a publicar em 1924 e foi um dos mais aclamados escritores de policiais do seu tempo, apontado por Dorothy L. Sayers como «inigualável pela capacidade de introduzir o horror em aventuras de mistério». Entre as suas obras destaca-se a peça Number Seventeen, adaptada ao cinema em 1932 por Alfred Hitchcock. Mistério em Branco, história de Natal com um crime, foi publicada originalmente em 1937 e reeditada em 2014, com grande êxito, na coleção de clássicos da British Library, voltando a afirmar-se como um bestseller internacional. J. Jefferson Farjeon morreu em Hove, Sussex, a 6 de junho de 1955.

Primeiras Palavras - Iluminações de uma Mulher Livre

Iluminações de uma Mulher LivreIluminações de uma Mulher Livre by Samuel F. Pimenta
My rating: 3 of 5 stars

"Iluminações de uma mulher livre" é a minha estreia com a escrita do Samuel F. Pimenta. Escolhi este livro porque se enquadrava no desafio de leitura do Manta de Histórias. Tinha de ler um livro em que a personagem principal tivesse o meu nome, e aqui estava ele.
Esta narrativa conta-nos a história de vida de Isabel, uma mulher citadina que se muda para uma aldeia pequena quando se casa. A sua integração na aldeia é difícil, pois as gentes da aldeia olham-na como uma estranha, uma intrusa. Para além de estar fora da cidade que a viu crescer, vive um casamento que a aprisiona. O seu marido faz de tudo para a controlar e todo os dias tem de viver com os abusos e medos.
Há um dia que tudo muda para Isabel, ela decide libertar-se da prisão que é o seu casamento. Anseia por liberdade e luz e amarrada ao seu marido não o consegue.
É a partir desta ideia de liberdade que vamos conhecendo a história de vida de Isabel e da sua família. Isabel é uma mulher curiosa, inteligente, moderna, sensível. Desde criança que sempre foi muito irreverente e dona do seu nariz. São também a partir dos ensinamentos da sua avó, uma mulher visionária, que Isabel se transforma na mulher que hoje é, uma mulher de liberdade, de natureza, de amor.
Samuel F. Pimenta pegou em várias histórias que são passadas por via da tradição oral e também em figuras históricas, e construiu uma narrativa que é um elogio à mulher, à sua força, à sua coragem, à sua inteligência e sensibilidade.
Foi sem dúvida uma leitura desafiante.
Boas leituras!

[A minha Opinião] A princesa do gelo


Mais um livro que escolhi ler para o meu desafio de leitura do Manta de Histórias. Assim fica a leitura de um livro de um autor nórdico feita.

Esta foi a minha estreia com a autora nórdica Camilla Läckberg. Ouvi sempre muito boas opiniões a respeito dos seus livros e portanto as minhas expectativas estavam em alta.

Confesso que as primeiras 100 páginas deste livro foram um tormento. A leitura não me estava a cativar e só se arrastava. Graças à motivação de outros leitores, insisti na leitura. Depois dessas atribuladas primeiras páginas lá comecei a ganhar gosto pela leitura.

A história passa-se em Fjallbacka, uma pequena vila que durante séculos viveu dependente da pesca. Hoje em dia a realidade é um pouco diferente, mas o tempo frio e inclemente continua presente. É nesse ambiente sombrio e gelado onde decorre toda a acção do livro.

Toda a trama do livro se desenvolve em torno da morte de Alex, uma jovem mulher, bem conhecida em Fjallbacka. Uma morte que deixa todos os locais traumatizados e desconfiados.

As investigações do homicídio ficam à responsabilidade de Patrik, é a ele que cabe descobrir toda a verdade sobre a morte de Alex. Em paralelo, Erica, escritora e antiga amiga de Alex, começa a investigar a morte suspeita de Alex.

É no intercalar de ambas as investigações que a história vai evoluindo e vamos encaixando as peças. Patrik vai trazendo novas questões e pistas que são sempre complementadas pelas descobertas de Erica. Uma dupla que funciona na perfeição.

O final da história surpreendeu mas ficaram algumas questões em aberto. Terão resposta nos próximos livros da série? Isso já não sei. Esta foi sem dúvida uma leitura desafiante. Irei pensar se leio o próximo livro da série, Gritos do Passado.

Boas leituras!

domingo, 4 de novembro de 2018

Primeiras Palavras - Chá e Corações Partidos

Chá e Corações Partidos

My rating: 3 of 5 stars

É já sabido que gosto muito de ler os livros da Trisha Ashley. São sempre livros leves, ideais para ler entre leituras mais puxadas.
"Chá e Corações Partidos" não se pode dizer que seja uma história leve. É a história de um coração que é partido inúmeras vezes e que se tenta manter à tona de água. Alice é esse coração partido.
Desde o nascimento que Alice sofre desventuras. É abandonada acabada de nascer, depois adoptada por um pai que a ama e uma madrasta que a detesta. Sofrerá várias perdas ao longo da sua juventude e idade adulta, que lhe vão partido o coração. Mas são também essas mesmas perdas que a fazem querer descobrir as suas origens e o que motivou o seu abandono.
Nesta busca pelas suas raízes, Alice irá conhecer-se melhor, irá finalmente sentir-se pertença de um lugar, realizar alguns sonhos e dar asas à sua escrita. No meio de tudo isto ainda surge um "deus grego", Niles, para lhe tirar o juízo, o que é sempre bom.
É um livro que se lê bem e que entretém. No meu ver, este não um dos melhores livros da autora. Já li melhores.
Boas leituras!

sábado, 3 de novembro de 2018

Primeiras Palavras - A Sombra do Vento

A Sombra do Vento (Cemitério dos Livros Esquecidos, #1)A Sombra do Vento by Carlos Ruiz Zafón
My rating: 5 of 5 stars

Já andava há séculos com os livros do Carlos Ruiz Zafón, na estante, e nunca lhes tocava para ler. Graças ao desafio de leitura do Manta de Histórias, lá descobri esta pérola. Assim completei o ponto do desafio de um livro recomendado por um amigo.
Este "A sombra do vento" é uma viagem e tanto. Fiquei rendida à escrita do autor. Tem passagens lindíssimas, a construção da história é excelente, as personagens bem construídas, com muitos momentos de humor e mistério e o cenário é o ideal. Não há como não adorar viajar pelas ruas de Barcelona.
É uma história construída à volta dos livros e do amor. Várias histórias de amor são aqui narradas. Umas que conhecem os seus finais felizes, outras que estão condenadas desde início. São essas mesmas histórias de amor que são muitas vezes combustível criativo para muitos escritores. Muitos vivem essas histórias e passam-nas para os livros.
A figura central desta narrativa é Daniel Sempere, que numa visita ao Cemitério dos Livros Perdidos descobre um livro, que lhe muda a vida para sempre. Os anos vão passando e Daniel sente uma imensa curiosidade por saber o destino do autor de "A Sombra do Vento". Toda a vida de Julián Carax está envolta em mistério e Daniel não resiste em descobrir. Daniel ao iniciar essa investigação mal sabe que segredos irá desvendar, as pessoas que irá conhecer e os problemas que irá fazer nascer.
São muitos os enigmas, mistérios e intrigas neste livro. Quando pensas estar quase a deslindar o grande segredo da narrativa, lá vem Carlos Ruiz Zafón barralhar-te as contas.
A minha grande pena foi o Cemitério dos Livros Perdidos não aparecer muitas vezes durante a narrativa. Gostava de o ter sentido mais presente. Fora esse facto, acho que o autor construiu uma história brilhante. Criou personagens que nos apaixonam e repulsam. Adorei Fermín e o seu sentido de humor, odiei Fumero por ser um ser desprezível.
Foi sem dúvida uma história que me agarrou de início ao fim. Dei por mim a questionar tanta coisa durante a leitura. O mistério e suspense da narrativa combinam tão bem com a neblina de Barcelona. Teve um final à altura do livro. Deixei-me agarrar até à última página.
Venha daí o próximo livro da série, que espero que seja tão bom quanto este.
Leitura mais que recomendada.

sexta-feira, 2 de novembro de 2018

[A minha Opinião] O meu coração entre dois mundos


Jojo Moyes não é uma autora desconhecida para mim. Já tive o privilégio de ler alguns dos seus livros, entre eles "Um mais Um", "O Olhar de Sophie", "Viver sem ti", "Viver depois de ti". Ainda me faltam ler mais alguns romances da autora publicados pela Porto Editora. Aos poucos lá chego.

Adorei a leitura de Viver Depois de Ti e por isso tinha de ler este último livro com a Lou Clark. Por adorar tanto a Lou, li o Viver Sem Ti e agora este O Meu Coração Entre Dois Mundos.

Como já disse no segundo livro da trilogia, acho que os livros seguintes perdem, porque não igualam a intensidade do primeiro livro. Apesar desse factor, gosto sempre de reencontrar a Lou Clark.

A Lou é uma personagem carismática e singular. É impossível não gostar dela, da sua personalidade, do seu bom humor, da sua criatividade, do seu bom coração, da sua resiliência.

Neste último livro Lou tem mais um desafio, trabalhar e viver em Nova Iorque, longe do seu recente namorado, Sam. O que se passa durante a narrativa é um pouco previsível. Os relacionamentos à distância ressentem-se sempre e é o que acaba por acontecer com Sam e Lou. Mais não vou dizer acerca da história. Apesar da previsibilidade da narrativa, não deixa de ser bom.

Depois de terminada a leitura, fica um certo saudosismo. Irei sentir falta de Lou Clark, do seu carisma, da sua honestidade, da sua coragem. Quanto a uma nova leitura da autora, já tenho um novo livro na estante à espera da sua vez.

Boas leituras! 

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

You Me At Six - Room To Breathe

[A minha Opinião] A sereia de Brighton


Cada vez mais fã de Dorothy Koomson.

Se não estou enganada, este é o quarto livro que leio da autora e em todos eles ela conquista-me um pouco mais. Não há como não gostar de um romance apimentado de mistério.

Assim que tomei conhecimento do novo livro da autora, quis imediatamente o ler. Para mim é já uma daquelas autoras que sei que vou ler e não me vou desiludir com o livro.

Assim que li a sinopse do livro a curiosidade ficou em alta. Duas adolescentes Nell e Jude descobrem um corpo de uma jovem numa praia. Semanas mais tarde Jude desaparece e Nell nunca mais a vê.

Passados tantos anos, a polícia nunca descobriu quem era a vítima que apareceu na praia, nem nunca encontraram Jude. Nell vive ao longo dos anos atormentada e quer descobrir o que se passou. À medida que vai descobrindo novos factos, Nell começa a correr perigo de vida. Nem mesmo esse perigo a demove de descobrir o que se passou no passado.

A história é contada a duas vozes: Nell e a sua irmã Macy. Esta forma de narrar a história agrada-me muito. Consigo compreender melhor as personagens, descobrir pistas e conhecer realidades diferentes.

Gostei das personagens construídas pela a autora. Nell é uma mulher destemida, focada nos seus objectivos, protectora daqueles que ama, reservada e que mantém os outros à distância para se proteger. Macy é uma mulher frágil, ansiosa, que sofre de um transtorno obsessivo-compulsivo, mas que tem um amor gigante pelos seus filhos. Estas irmãs não podiam ser mais diferentes uma da outra. Em ambas, a experiência traumática do passado teve um peso e influência desigual.

Muitos temas sensíveis são aqui abordados neste romance. A violência sobre as mulheres, o racismo, a intimidação policial, o bullying. Temas fortes tratados com inteligência e sensibilidade pela autora.

Mais de 500 páginas lidas em poucos dias. Estive completamente viciada na história e nas personagens. Sem dar por ela devorei este calhamaço num instante.

Escusado será dizer que vos recomendo a leitura. Se ainda não conhecem os livros da autora experimentem. Terão muito boas horas de leitura.

Agora fico a aguardar com expectativa por um novo livro da autora. Até lá vou ler os livros mais antigos que já comprei da autora.

Boas leituras!

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

5 dicas simples para estimular a leitura


Hoje irei partilhar convosco algumas dicas de como ler mais. Este ano estou a ler mais do que em anos anteriores e acho que é graças a estes factores que vos vou falar. 

1 - Fixar uma meta de leitura diária
Estipulem um número de páginas diárias de leitura e tentem cumprir essa meta. Eu afixei as 100 páginas diárias e na maioria das vezes consigo ler o que estipulei. Desta forma temos um incentivo extra para ler e lemos mais. Comigo resulta. Experimentem!

2 - Escolher uma hora de leitura
Durante o dia dediquem algum tempo exclusivo à leitura. Vejam que horas do vosso dia são mais indicadas para estar calmamente a ler. Eu tento tirar sempre uma ou duas horas durante a tarde, e leio sempre todos os dias antes de ir dormir. Nessas horas não há distracções, só concentração absoluta na leitura. 

3 - Utilizar o Goodreads
O Goodreads é uma ferramenta fantástica. Além de estabelecermos no início do ano uma meta de leitura, possibilita também o acompanhamento diário nossas leituras. Gosto sempre de ir lendo e acompanhando a percentagem de leitura feita. 

4 - Dedicar menos tempo às redes sociais
É sabido que passamos muito tempo nas redes sociais. Para ler mais podemos cortar no tempo que passamos online e substituir esse tempo pela leitura. Vão ver que 10, 15, 20 ou 30 minutos fazem toda a diferença. 

5 - Participar em desafios de leitura
Este ano pela primeira vez estou a fazer um desafio de leitura. O desafio de leitura aqui do Manta de Histórias. Estou a ser posta à prova. É uma forma muito boa de ir lendo os livros que já estão há muito tempo na estante à espera de vez. Próximo ano há mais. Fiquem atentos! 

Partilhem comigo as vossas dicas de leitura. Digam-me se são iguais às minhas ou diferentes. Contem-me que estratégias utilizam para ler mais. 
Boas leituras!