sábado, 31 de outubro de 2015

Segunda Vida de S. J. Watson - Novidade Jacarandá


Edição/reimpressão: 2015
Editor: Jacarandá Editora
ISBN: 9789898827135
Coleção: Jacarandá Literatura 
PVP: 18,90€
Disponível a 04-11-2015

Sinopse
O muito aguardado novo thriller psicológico do autor do bestseller Antes de Adormecer…
Ela ama o marido.
Ela está obcecada por um estranho.
Ela é uma mãe dedicada.
Ela está preparada para perder tudo.
Ela sabe o que está a fazer.
Ela está a perder o controlo.
Ela é inocente.
Ela é totalmente culpada.
Ela está a viver duas vidas.
Ela pode perder ambas.

S. J. Watson nasceu nas Midlands, vive em Londres e trabalhou no Serviço Nacional de Saúde durante anos. Em 2008, Watson foi aceite no primeiro Curso "Escrever Um Romance" da Faber Academy, um programa que aborda todos os aspectos do processo da escrita de um romance. Antes de Adormecer é o resultado. Antes de Adormecer está traduzido em mais de 30 línguas.

Pão, mel e amor de Jenny Colgan - Novidade Quinta Essência


Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 400
Editor: Quinta Essência
ISBN: 9789897413575
PVP: 16,60€
Disponível a partir de 03-11-15

Sinopse
Quando o seu casamento e a sua empresa familiar naufragam, Polly Waterford deixa Plymouth e encontra refúgio num pequeno porto de uma ilha do sul de Inglaterra. Instala-se num apartamento minúsculo situado por cima de uma padaria abandonada e, para levantar o moral, dedica-se ao seu passatempo preferido: fazer pão. Embora haja na aldeia mais uma mulher irascível que faz pão sem gosto, o aroma delicioso que emana da padaria de Polly logo atrai a curiosidade e simpatia dos habitantes. Aos poucos, com o intercâmbio de serviços e a partilha pequenos prazeres, ela reanima o espírito de entreajuda e partilha na aldeia. 
Ao longo de encontros estranhos (um papagaio-do-mar bebé ferido, um apicultor diletante, marinheiros que gostam de comer bem) e de acontecimentos felizes ou trágicos que afetam a comunidade, o que devia ter sido apenas uma «pausa» torna-se o seu objetivo de vida. 
Polly revela-se finalmente a si mesma: uma mulher determinada e criativa, pronta a morder a vida como uma sanduíche quente de pão estaladiço. 
Um livro que nos faz sentir bem e que, num contexto de crise económica, promove os valores de partilha e apoio mútuo. Um tom carinhoso e engraçado numa história romântica com alguns toques melancólicos que nunca cai no sentimentalismo.

Polly Waterford está a recuperar de um relacionamento tóxico. Incapaz de pagar a prestação do apartamento, tem de se mudar para longe de toda a gente que conhece, e vai parar a uma pequena estância balnear sonolenta, onde vive sozinha por cima de uma padaria abandonada.
Polly começa então a sublimar as frustrações no seu passatempo favorito: fazer pão. O que antes era uma ocupação de fim de semana torna-se de repente muito mais importante, à medida que ela extravasa as suas emoções no amassar e no bater da massa, e o pão se vai tornando cada vez melhor. Com nozes e sementes, azeitonas e chouriço, com mel da região (cortesia do belo apicultor, Huckle), e com reservas de determinação e criatividade que Polly nunca julgou ter, ela coze e coze e coze... E as pessoas começam a ouvir falar disso. Às vezes, o pão é realmente a vida... E Polly está prestes a reclamar a sua.

Jenny Colgan foi levada a escrever pelo tédio e tornou-se uma das mais populares autoras no Reino Unido. Escreve um livro por ano, para além de colaborar com o jornal The Guardian e com a Radio 4. Também é uma superfã da série Doctor Who e escrever novas aventuras para o «doutor» no seu romance, Dark Horizons.
Vive atualmente em França com o marido e os filhos.


«Com um ritmo enérgico, é um livro divertido, comovente e carregado de boas observações.» Daily Mail

«Mais doce que um pacote de rebuçados... devorámos cada página com sofreguidão » Cosmopolitan

«Uma história de amor inteligente e espirituosa.» Observer

«Otimista e enternecedor» Sunday Mirror

«Ler um romance de Colgan é como ouvir a sua melhor amiga, já inspirada por um copo de vinho, contar as últimas novidades. Divertido, dramático e frequentemente hilariante.» Daily Record

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

A Modista de Rosalie Ham - Novidade Editorial Presença


Título Original: The Dressmaker
Tradução: Fátima Andrade
Páginas: 272
Coleção: Grandes Narrativas Nº 621
PREÇO SEM IVA: 15,57€ / PREÇO COM IVA: 16,50€
ISBN: 978-972-23-5712-8
Código de Barras: 9789722357128
Disponível a partir de 04-11-2015

Sinopse
Dungatar é uma pequena cidade no interior da Austrália, mas onde, curiosamente, as mulheres se vestem como modelos parisienses.
Após vinte anos de ausência, Tilly Dunnage, uma jovem bela e reservada, regressa da Europa a Dungatar para cuidar da mãe. Tinha abandonado a sua terra natal em circunstâncias adversas e os habitantes recebem-na com desconfiança, mas ela conquista-os um a um através do seu enorme talento como modista. Todavia, cedo ressurgem os velhos rancores. É então que Tilly se apaixona e Dungatar, outrora pacata, mergulha no caos.

Rosalie Ham é autora de três romances. A Modista, sua primeira obra, tornou-se bestseller e encontra-se publicada em mais de dez países. Foi adaptada para o cinema com Kate Winslet no papel principal.
Mais informações em: http://www.rosalieham.com/

Para mais informações sobre o livro consulte o site da Editorial Presença, aqui.

A Hora Solene Freelancer - Livro III de Nuno Nepomuceno - Novidade Topbooks


Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 430
Editor: Top Books
ISBN: 9789897060021
PVP: 16,99€
Disponível a partir de 11-11-15

Sinopse
Numa fria noite de tempestade, um homem é esfaqueado e deixado abandonado no meio de uma rua de Londres. A poucos quilómetros de distância, um procurado terrorista de nome O Gótico entrega-se voluntariamente aos serviços de inteligência britânicos. Ao mesmo tempo, um avião sofre um violento atentado sobre os céus da Irlanda, enquanto um surpreendente vídeo é entregue na redação de uma famosa cadeia de televisão.

Bem no centro destes acontecimentos que aparentemente nada têm em comum, está André Marques-Smith. Importante funcionário do Ministério dos Negócios Estrangeiros, o espião português lança-se numa demanda impossível pela verdade. Mas não está sozinho. Foragidos, dois antigos colegas regressam e revelam ao mundo tudo o que está por detrás do Projeto Lebodin. E há ainda uma mulher. Em parte incerta, esta misteriosa espia de feições orientais poderá ser a chave de todo o mistério. Mas que explicação haverá para o seu desaparecimento?

Conseguirão os dois agentes alguma vez ficar juntos?

Através de uma viagem frenética por entre os deslumbrantes cenários reais de Londres, Hong Kong, Macau, Praga, Belize, Moscovo e Lisboa, as missões multiplicam-se, os disfarces sucedem-se. Questões sobre ética, moral, família e o valor da vida humana são levantadas. E uma teia de meias-verdades, ilusões, e complexas relações interpessoais é finalmente desvendada no capítulo final de uma série que já estabeleceu novos patamares para a ficção nacional.

Inspirado num discurso de guerra de Winston Churchill, depois de atingir a consagração com A Espia do Oriente, o vencedor do Prémio Literário Book.it 2012 com O Espião Português, Nuno Nepomuceno regressa para a terceira e última parte da trilogia Freelancer. Um romance de espionagem imprevisível, no já característico estilo sofisticado e intimista do autor, onde os valores tradicionais da cultura portuguesa se fundem com uma abordagem inovadora e única que o irá surpreender.

Nuno Nepomuceno nasceu em 1978, nas Caldas da Rainha. É licenciado em Matemática pela Universidade do Algarve e reside na região Oeste.
Em 2012, venceu o Prémio Literário Note! com O Espião Português, o seu primeiro romance.
Para mais informações, por favor consultar www.nunonepomuceno.com

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Passatempo Planeta - Deixa-te Levar (11º/2015)


Com o precioso apoio da Planeta, temos para oferecer um exemplar do livro Deixa-te Levar. Para se habilitar a ganhar este exemplar, só tem de responder correctamente às questões que se encontram no formulário e ler com atenção as regras do passatempo. 

Regras do passatempo:

O passatempo é válido de 29 de Outubro até às 23h59m de 08 de Novembro. 
Só é válida uma participação por pessoa e residência, de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
Ser seguidor do blogue Manta de Histórias: www.mantadehistorias.blogspot.pt
(Para ser seguidor, basta clicar em "aderir a este site" na barra lateral direita do blogue.)
Partilhar publicamente o passatempo.
Múltiplas participações serão automaticamente anuladas.
O vencedor será sorteado aleatoriamente (random.org) pela administração do blogue, contactado por e-mail e o resultado será anunciado no blogue.
O blogue e a editora não se responsabilizam por eventuais extravios no envio do livro por correio.
Boa sorte!

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Bicicleta à Chuva de Margarida Fonseca Santos - Novidade Booksmile


Bicicleta à Chuva | 128 pp | 8,79€ | Saída a 26 de outubro


Sinopse
Crescer é um desafio enorme. Mas às vezes é difícil decidir que caminho devemos seguir. A Escolha É Minha é uma coleção sobre as opções que tens de tomar todos os dias com histórias de vida contadas por jovens como tu. Esta história, Bicicleta à Chuva, podia bem ser a tua ou quem sabe a de alguém que conheces.

O Jaime carrega um enorme segredo: um grupo de rufias, os Alcaides, toma conta da sua vida de muitas maneiras, deixando-‐lhe o corpo e a mente com marcas difíceis de apagar. O Valdomiro, o chefe dos Alcaides, luta para, de alguma forma, conseguir ser importante naquele bairro tão complicado. Um dia, em frente à paragem do autocarro, o Jaime vê uma bicicleta antiga encostada ao muro de pedras, e desenha-a. Cai uma chuva miudinha, mas o dono da bicicleta, o Joaquim, não se incomoda com isso, e interessa-se por aquele desenhador.

Nasce assim uma amizade capaz de revolucionar a vida do Jaime e de muitos outros. Queres saber como? Então, vem daí!
Um livro tão comovente e emocionante que os mais novos não vão conseguir parar de ler!

Sobre a autora
Publicou o seu primeiro livro para crianças há vinte e um anos. Desde esse instante, nunca mais parou de escrever para este público, um verdadeiro desafio que se transformou numa grande paixão.
Autora reconhecida e muito querida do público, tem uma grande parte das suas obras no Plano Nacional de Leitura.
Paralelamente a isso, escreve para adultos e para teatro, trabalha na área da escrita criativa e do treino mental, algo que ficou do tempo em que se dedicava à Pedagogia e à Formação Musical. Esta coleção, A Escolha É Minha, é o reflexo de todo este percurso.

[A Minha Opinião] A Vinha do Anjo


Antes de iniciar a opinião do livro, queria agradecer à Porto Editora pelo exemplar de avanço de A Vinha do Anjo. Agradecer também à autora Sveva Casati Modignani pelo meu livro autografado. É sem dúvida um privilégio ser tratada com tanto carinho e atenção pela editora e autora. 

Quanto à leitura, devo dizer-vos que este foi o meu romance de estreia com a autora e o saldo é bastante positivo. Gostei muito da escrita da Sveva e da forma como nos envolve nos cheiros, sabores e paisagens italianas. Acabo a leitura com uma enorme vontade de conhecer esta Itália descrita tão bem pela escritora. 

Durante as 383 páginas foi conhecendo a história da família Brugliani, uma família com grande tradição vitivinícola. Destaque para a protagonista Angelica Brugliani, uma mulher corajosa que assume a chefia de um negócio tradicionalmente dominado por homens, mas que não se assusta com essa realidade. A paixão pelo vinho corre-lhe nas veias e é mais forte do que todos os obstáculos que possam surgir. Este romance é um hino a todas as mulheres corajosas e empreendedores que existem por esse mundo fora.

Ao longo da narrativa vou conhecendo a história de vida de Angelica, que não foi de todo pintada só de rosa mas também de tons cinzentos e negros. Angelica é uma mulher lindíssima, corajosa, persistente, ambiciosa, sofredora, apaixonada. Ao longo das páginas vou acompanhando o crescimento desta menina rebelde que se transforma numa mulher determinada. Uma personagem que cativa por ser credível e por tocar o coração do leitor. 

Angelica não é a única personagem que cativa. Gostei imenso de Tancredi D'Azaro, um chef talentoso, enigmático, charmoso, com uma história de vida sofrida. Tancredi marca pelo mistério que o envolve, pela sedução da sua cozinha, pela sua coragem. Sveva criou um conjunto de personagens que me conquistaram e envolveram de forma perfeita. 

Quanto aos cenários descritos são maravilhosos. Apaixonei-me pelas vinhas, principalmente a Vinha do Anjo, carregada de história, de beleza, de emoções, que apaixona e envolve qualquer leitor. Desejei por momentos estender uma manta e deixar-me estar a contemplar toda aquela beleza. 

Com o fim da leitura ficam na memória as cores, os cheiros, os sabores de Itália e a vontade de conhecer outras obras da autora.  

Boas leituras! 

domingo, 25 de outubro de 2015

[A minha Opinião] Peregrino


Depois de uma longa e calma leitura (sim, porque este livro não se pode ler a correr), chega a hora da derradeira opinião escrita. É sempre a parte mais complicada, principalmente quando gostamos do livro e queremos que os outros leitores o leiam. 

Dei umas horas de descanso à minha mente para digerir o que foi lido e reter o essencial. Um livro sem dúvida fantástico. 

Terry Hayes está de parabéns pelo seu livro de estreia. Sem dúvida que foi um grande desafio para o autor, passar de argumentista de cinema a escritor. Como o próprio referiu no final do livro, usando palavras de John Irving: escrever um filme é como nadar numa banheira e escrever um romance é como nadar no mar. Posso dizer que Terry Hayes nadou muito bem em alto mar. 

Confesso que quando vi este lindo calhamaço à minha frente me assustei. Pensei logo que, ou seria uma bela de uma aventura ou então uma longa penitência de 655 páginas. Mas Jimmy Fallon não ia enganar esta leitora, quando disse que este livro era de loucos. A única coisa que tenho de discordar com o Jimmy Fallon é que não fiquei doida logo nos primeiros cinco capítulos. Precisei de mais uns quantos para entrar no ritmo e começar a ficar empolgada com o livro. Uma coisa é certa, assim que se encontra o ritmo certo, é difícil desligarmos da narrativa. 

Foi uma história bem construída e escrita, sem dúvida nenhuma. Fiquei espantada com a teia complexa que foi criada por Terry Hayes. As ligações entre personagens e acontecimentos são uma loucura, de tão bem pensadas que estão. Passado, presente e futuro conjugam-se de uma forma perfeita. As sucessivas e alternadas viagens entre acontecimentos e personagens não deixam que o leitor se desinteresse pela história. Faz com que o leitor tenha sede de história e queira descobrir algo mais. 

À medida que a leitura foi avançado foi tentando criar ligações entre personagens e acontecimentos, que me fizessem prever o que aconteceria mais à frente na narrativa. Digo-vos que é quase impossível, pois a cada capitulo surge algo novo que me deixava perdida novamente, mas no bom sentido. Fiquei super feliz por já ter descoberto uma ligação entre personagens. 

Quanto a acontecimentos e lugares, este livro é uma louca viagem. Não parei num único sítio e fartei-me de viajar por lugares perigosos, inóspitos, loucos, aprazíveis, inesquecíveis. Bem posso dizer que o mundo é pequeno para Terry Hayes, mas agradeço-lhe por esta viagem vertiginosa.

Ao que aos personagens diz respeito, não há como não adorar o Peregrino, a sua inteligência, coragem, intuição. Apesar de ser o melhor espião do mundo, o que mais me atraiu nesta personagem foi a sua humanidade, e contrariamente ao que possam pensar, o seu coração. Nunca me irei esquecer desta expressão: "o teu coração pesa-te". Quanto ao sarraceno, o "suposto" mau da fita, é também um personagem complexo, inteligente, audacioso, crente, que será o adversário perfeito e à altura do Peregrino. É sem dúvida um privilégio ver como se debatem estes dois titãs. 

Este é sem dúvida um thriller que não podem deixar de ler, por tudo o que já foi dito anteriormente, e por ser uma história bastante actual e credível. São trazidos à discussão temas importantes como segurança, geopolítica, terrorismo, bioterrorismo, religião, corrupção, crime. Tão actual que te faz questionar tanta coisa. E é tão bom quando um livro nos deixa inquietos.     

A última coisa que vos digo é isto: LEIAM O LIVRO! ABSOLUTAMENTE MALUCO. 

Muito obrigada à Topseller pelo meu exemplar de avanço. Obrigada!

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

O Amante Japonês de Isabel Allende - Novidade Porto Editora


Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 336
Editor: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-04774-8
PVP: 17,70€
Disponível a 29-10-2015

Sinopse
Em 1939, quando a Polónia capitula sob o jugo dos nazis, os pais da jovem Alma Belasco enviam-na para casa dos tios, uma opulenta mansão em São Francisco. Aí, Alma conhece Ichimei Fukuda, o filho do jardineiro japonês da casa. Entre os dois brota um romance ingénuo, mas os jovens amantes são forçados a separar-se quando, na sequência do ataque a Pearl Harbor, Ichimei e a família – como milhares de outros nipo-americanos – são declarados inimigos e enviados para campos de internamento. Alma e Ichimei voltarão a encontrar-se ao longo dos anos, mas o seu amor permanece condenado aos olhos do mundo. 
Décadas mais tarde, Alma prepara-se para se despedir de uma vida emocionante. Instala-se na Lark House, um excêntrico lar de idosos, onde conhece Irina Bazili, uma jovem funcionária com um passado igualmente turbulento. Irina torna-se amiga do neto de Alma, Seth, e juntos irão descobrir a verdade sobre uma paixão extraordinária que perdurou por quase setenta anos.
Em O amante japonês, Isabel Allende regressa ao estilo que tanto entusiasma o seu público, relatando de forma soberba uma história de amor que sobrevive às rugas do tempo e atravessa gerações e continentes.

Primeiras páginas disponíveis para leitura, aqui

Isabel Allende nasceu em 1942 no Peru. Viveu no Chile entre 1945 e 1975, com largos períodos de residência noutros locais, na Venezuela até 1988 e, desde então, na Califórnia. 
Começou por trabalhar como jornalista, no Chile e na Venezuela. Em 1982, o seu primeiro romance, A casa dos espíritos, converteu-se num dos títulos míticos da literatura latino-americana. Seguiram-se muitos outros, todos eles êxitos internacionais. A sua obra está traduzida em trinta e cinco línguas.
Em 2010, foi galardoada com o Prémio Nacional de Literatura do Chile.
Mais informações em:

Just Breathe - Apenas Respira de Sílvia Rodrigues Pais


Autor: Sílvia Rodrigues Pais
Data de publicação: Julho de 2015
Número de páginas: 638
ISBN: 978-989-51-4403-7
Colecção: Viagens na Ficção
Género: Romance

Sinopse
Emily Miller, uma rapariga doce, deixa família e amigos em Los Angeles e vai estudar para a Universidade de Yale. Conhece Liam Price, o típico bad boy dos tempos modernos, que vira a sua vida do avesso, obrigando-a a enfrentar os seus medos e a desenterrar fantasmas do passado.
Nova cidade, novos amigos, novas aventuras e novos amores se avizinham. Esta é uma história de luta contra demónios, de conflitos interiores, de vinganças, vitórias e derrotas.Conseguirá Emilyfinalmente ser feliz?

“Nada. Não sinto nada. Nem borboletas no estômago, nem arrepios, nada. Não senti nada tal como das outras vezes. Estou danificada. Não importa quantos rapazes eu beije, nunca vou sentir nada. Ele acabou comigo de vez. Ele tirou tudo de mim.” – Emily Miller

Sílvia Rodrigues Pais nasceu numa pequena cidade a norte de Portugal, Viana do Castelo. Teve uma infância normal, sem as loucas tecnologias, como qualquer outra criança da sua geração. Atualmente, mora no Reino Unido onde exerce enfermagem.
É enfermeira de profissão, e escritora por paixão. Descreve-se como uma sonhadora que possui um mundo à parte, uma realidade inventada, onde se refugia para sair da alienação do dia-a-dia.
Adora ler, adora cinema, adora escrever. As suas ideias são escritas sobre a forma de frases soltas que se encadeiam para dar lugar a um enredo.
É só uma rapariga normal com o sonho de levar a sua obra aos que a quiserem aceitar.

Página de Facebook do livro, aqui.
Saiba mais sobre o livro no site da Chiado Editora, aqui.

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

PASSATEMPO EXCLUSIVO FACEBOOK


Participe, aqui.

Deixa-te Levar de Megan Maxwell - Novidade Planeta


Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 504
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896576929
PVP; 19,90€

Sinopse
Tony Ferrasa é um compositor porto-riquenho, lindo, rico e com êxito. Não há mulher que lhe resista e que esqueça com facilidade o seu fascinante olhar verde. 
Ruth é uma jovem que com apenas vinte e dois anos teve de tomar conta da irmã recém-nascida e de um irmão delinquente. 
Quando parece que por fim consegue orientar a vida, as coisas descambam de novo e foge, sem saber que está grávida. 
Para sustentar a família, aceita qualquer trabalho digno que se apresente e, assim, Tony e Ruth acabam por se conhecer numa festa onde ela trabalha a servir. A partir daí, como o destino é caprichoso, tornam a encontrar-se em várias ocasiões e, apesar do interesse que ele demonstra, ela mantém-se fria e indiferente. 
Pouco a pouco ambos vão entrando numa relação que acaba por desvendar que o que sentem um pelo outro é muito mais intenso do que estão dispostos a admitir. Tentam distanciar-se, mas quanto mais empenho põem na distância menos o conseguem e a atracção torna-se ainda mais forte.

Megan Maxwell é uma reconhecida e prolífica escritora do género romântico. Filha de mãe espanhola e pai americano publicou vários romances. 
Em 2010 ganhou o Premio Internacional Seseña de Novela Romántica; em 2010, 2011 e 2012 recebeu o Premio Dama de Clubromantica.com; em 2013 o Aura Galardão do Encuentro Yo Leo RA. 
Vive numa encantadora aldeia nos arredores de Madrid, na companhia do marido, dos filhos, do cão Drako e do gato Romeo. 
Encontrará mais informação sobre a autora e a sua obra em www.megan-maxwell.com

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Saudade de Linda Holeman - Novidade Planeta


Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 544
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896576479
PVP: 21,95€

Sinopse
Diamantina tem apenas treze anos quando o pai, um marinheiro holandês que deu à costa na ilha de Porto Santo, a abandona para ir em busca de diamantes no Novo Mundo. 
Pouco depois, a mãe, uma feiticeira e curandeira africana, adoece e morre, deixando a filha a lutar sozinha pela sobrevivência no pequeno casebre da praia onde viviam. 
Por baptizar, marcada pela feitiçaria da mãe e pelo sangue estrangeiro que lhe corre nas veias, essa luta parece condenada ao fracasso. Durante algum tempo, a segurança de Diamantina parece encontrar-se em Abílio, que partilha o sonho de partir daquela ilha. 
Contudo, Abílio é um homem sem escrúpulos, que a usa a seu bel-prazer. Se Diamantina fosse uma jovem respeitável, ele tê-la-ia desonrado. Mas ela não é respeitável e não consentirá que a desonrem. Orquestra a fuga da ilha mediante um casamento de conveniência com um ex-padre, Bonifácio, que se encontra mergulhado num terrível ciclo de culpa, tentação e redenção, e que aceita esta marginal como esposa e penitência, levando-a para casa do pai, num vinhedo rodeado por montanhas, na ilha da Madeira, onde ela se sente ainda mais enclausurada.
Independentemente dos obstáculos que estes homens ponham no seu caminho, Diamantina recusa-se a aceitar o seu destino e determina-se a criar a vida que deseja para si.

Linda Holeman é a autora de cinco romances best-sellers. Encontram-se traduzidos em dezoito línguas. Grande viajante, cresceu em Winnipeg e vive entre Toronto e Santa Mónica, na Califórnia. 
Para saber mais sobre a autora visite: www.lindaholeman.com

Vidas Roubadas de Mary Kubica - Novidade Topseller


Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 336
Editor: TopSeller
ISBN: 9789898831118
PVP: 18,79€

Sinopse
Numa manhã fustigada pelo mau tempo, Heidi Wood vê numa estação de comboios uma adolescente com um bebé ao colo. A partir desse momento, essa imagem não lhe sai da cabeça.
Quando, dias mais tarde, volta a encontrar a rapariga com a bebé, Heidi decide ajudá-las e leva-as para sua casa. Chris, o marido de Heidi, assim como a filha, Zoe, opõem-se em absoluto à ideia de esta jovem, que diz chamar-se Willow, ficar em sua casa, temendo que ela possa ser uma criminosa. No entanto, Heidi não lhes dáouvidos e, à medida que o tempo passa, sente que não pode abandonar a rapariga, e acima de tudo a suabebé, por quem nutre um sentimento maternal fora do comum.
Entretanto, começam a aparecer pistas sobre o passado de Willow que farão com que a história ganhe contornos perturbadores. Que segredos guardará esta rapariga cujo passado esconde a todo o custo?

Mary Kubica tem um Bacharelato em História e Literatura Americana pela Universidade de Miami (Ohio). Vive nos arredores de Chicago com o marido e os dois filhos e gosta de fotografia, de jardinagem e de cuidar de animais abandonados num abrigo local. Não Digas Nada foi a estreia desta autora incrivelmente promissora, que a Topseller se orgulhou de dar a conhecer aos seus leitores. Vidas Roubadas é o seu mais recente êxito, estando Mary Kubica a trabalhar já no seu terceiro livro, Don’t You Cry, previsto para 2016.
Saiba mais da autora: www.marykubica.com.

«Um thriller psicológico soberbo... formidável.» - Publishers Weekly

«Este livro irá dar a todos os que sofrem de insónias um motivo convincente para quererem ficar acordados toda a noite.» - Kirkus Reviews

«Um thriller psicológico hipnótico que conduz a um clímax surpreendente, envolvendo revelações que tardam a aparecer.» - People

«Um suspense bem construído.» - New York Magazine

«O final é uma surpresa absoluta e genuína.» - Booklist

Vai e Põe uma Sentinela de Harper Lee - Novidade Editorial Presença


Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 240
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722356879
PVP: 16,90€

Sinopse
Vai e Põe Uma Sentinela, de Harper Lee, um dos mais aguardados livros do ano chega às bancas portuguesas no próximo dia 21 de outubro, com a chancela da Editorial Presença. Disponível em todas as livrarias do país, o livro considerado «uma obra de arte» pelo Chicago Tribune promete confirmar o estatuto de bestseller que alcançou noutros países.
Jean Louise Finch -  Scout -  a inesquecível heroína de Matar a Cotovia, regressa de Nova Iorque a Maycomb, a sua cidade natal no Alabama, para visitar o pai, Atticus. Decorre o turbulento  período  de meados de 1950, numa nação dividida em torno das dramáticas questões raciais. É com  este pano de fundo que Jean Louise descobre verdades perturbadoras acerca da sua família, da cidade e das pessoas de quem mais gosta, o que a leva a interrogar-se sobre os seus valores e princípios, e a confrontar-se com complexos  problemas de ordem pessoal e política.
Vai e Põe Uma Sentinela, romance inédito de Harper Lee, cujo manuscrito  se havia  perdido mas  descoberto em 2014, foi escrito antes de Matar A Cotovia e apresenta-nos muitos dos personagens dessa mítica obra,  agora vinte anos mais velhos. Um livro magnífico, comovente e de grande fascínio de um dos maiores vultos da ficção contemporânea.

Sobre a autora
Nasceu em 1926, em Monroeville, nos Estados Unidos da América, onde frequentou o Huntigton College e estudou Direito na Universidade do Alabama.
Foi galardoada com o Prémio Pulitzer e com vários outros prémios.
Mataram a Cotovia é o único livro que escreveu e foi nomeado pelos principais livreiros americanos como O Melhor Romance do século XX, a obra-prima da literatura americana. Já vendeu mais de 30 milhões de exemplares em todo o mundo e está traduzido para mais de 40 línguas.
Viveu sempre uma vida completamente afastada dos círculos mediáticos e é junto com JD Salinger, uma das mais famosas reclusas literárias, morando ainda hoje na casa onde passou a sua infância, em Monroeville, no estado sulista do Alabama.

Para mais informações sobre o livro, consulte o site da Editorial Presença, aqui.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Irène, de Pierre Lemaitre - Novidade Clube do Autor


Tradução: Miguel Serra Pereira
352 Páginas 
PVP: 17,00 €

Sinopse
Irène é um dos mais originais e poderosos thrillers dos últimos anos. Uma homenagem à literatura policial que só poderia ser escrita por um apaixonado pelo género e por um grande escritor como Pierre Lemaitre. O autor recorre a cinco cenas clássicas de crimes – de Bret Easton Ellis a James Ellroy – para criar uma obra psicologicamente densa, surpreendente e arrebatadora.

Pierre Lemaitre nasceu em 1951. Escreveu cinco thrillers, todos premiados pela crítica internacional. Irène recebeu, entre outros, os prémios Dagger e Melhor Romance Policial Europeu.


«Um romance viciante, arrepiante, inteligente e genial.» El Periódico

«Um romance de cinco estrelas, destinado a figurar entre os clássicos do género.» El Cultural

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Resultado Passatempo - A Espia do Oriente


Obrigada a todos os que participaram neste passatempo.
Um enorme agradecimento ao Nuno Nepomuceno pela oferta de um exemplar de A Espia do Oriente
Tivemos 90 participações válidas. Obrigada! 
O número sorteado foi o 33.
A grande vencedora foi:

Andreia Navarro - Alverca do Ribatejo

Parabéns!

Se ainda não foi desta que foi o grande vencedor não desista. Há sempre boas oportunidades aqui no blogue. 

Até breve!

Diagnóstico: positivo. Um romance de luto - Guerra e Paz Editores


Como o Musgo na Pedra
Daniel Simon
15x23
152 páginas
14,50 €
Ficção/Romance
Nas livrarias a 21 de Outubro
Guerra e Paz Editores

Sinopse
Em todas as vidas há um hiato. 
A vida do autor parou numa terça-feira como as outras, com um diagnóstico. Quando a vida pára, o mundo divide­-se entre os cépticos, que acreditam no acaso, e os que acre­ditam que os acontecimentos detêm um segredo profundo. Procurar esse segredo não é tarefa fácil. Implica silêncio, um ritmo lento e viajar pela Perda. É um trabalho de me­mória, de regresso à infância e à nossa história, que passa por livros, objectos, músicas e espaços. Confrontar a vida. Como ela foi. Como nós gostaríamos que ela tivesse sido. A vida, agora.
Escrevo: quatro meses depois. Como se houvesse um momento-marco, um instante zero evidente. Na realidade, as nossas vidas estão cheias de instan­tes zero, de rupturas, este é só o ins­tante zero mais recente. Sublimamos as outras rupturas, mas, às vezes, numa fracção de segundo, elas emer­gem. Visitar a Perda é reviver todas as visitas anteriores. É inevitável. Pensa­mos que sofremos de coisas diferen­tes de cada vez, mas é sempre o mesmo sofrimento que visitamos. De modo que escrevo: quatro meses depois. Depois de tudo.

Daniel Simon (Portugal, 1979) viaja, lê e escreve. Interessa-se, em particular, pela Ásia e pelo Médio Oriente. Tem timings estranhos. Gosta de silêncio, de pedras, de mar, de montanha, de gatos e de paisagens e templos desertos.

A Minha Cor Preferida é Ver-te de Pilar Eyre - Novidade Planeta


Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 280
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896576882
PVP: 18,85€

«Pedi autorização ao meu filho para publicar este livro.» Pilar Eyre

Sinopse
Aproximemo-nos em bicos de pés e espreitemos pelo buraco da fechadura: ali dentro está uma mulher nua. 
Esta não é uma bela história de amor crepuscular. 
Esta é uma bela história de amor entre uma mulher que se atreve a chegar até ao limite e um homem sequestrado por uns sentimentos imprevistos. 
Um romance muito bem estruturado e interligado, escrito na primeira pessoa, que põe a nu as inseguranças, emoções e os altos e baixos emocionais a que esta paixão a conduziu. 
Pilar Eyre, uma jornalista madura e ainda tomada por uma grande paixão pela vida, conhece, durante um Verão na Costa Brava, Sébastien, um correspondente de guerra francês muito atraente. Entre ambos nasce um amor inesperado, que os leva a viver três dias de uma intensa relação erótica e sentimental. Quando Sébastien desaparece de repente, Pilar procura-o com desespero, seguindo as pistas ambíguas que o jornalista foi deixando à sua passagem, mas os resultados são cada vez mais surpreendentes e misteriosos.

Pilar Eyre (Barcelona, 1951) estudou Filosofia e Letras e também Ciências da Informação. Trabalhou em jornalismo como colunista, entrevistadora e repórter em diversos jornais e revistas (Hoja del Lunes, Mundo Diario, La Vanguardia, Interviú, El Periódico de Catalunya e El Mundo), e colaborou em várias emissoras de rádio e de televisão.
É autora de inúmeros livros, entre eles, Dos Borbones en la Corte de Franco; Segredos e Mentiras da Família Real Espanhola; Ricas, Famosas y Abandonadas; Vips: Todos los Secretos de los Famosos; Mujeres, Veinte Años Después; Cibersexo; La Reina de la Casa e Franco Confidencial.
Também é autora dos romances Todo Empezó en el Marbella Club e Callejón del Olvido, e da biografia Quico Sabaté, el Último Guerrillero. Os seus relatos históricos Ena, Pasión Imperial, María la Brava e, sobretudo, A Solidão da Rainha – Sofia: Uma Vida converteram-na num verdadeiro fenómeno editorial.

Luz de Ferro de Ben Pastor - Novidade Clube do Autor


Tradução de: Eugénia Antunes
304 Páginas 
PVP: 17,00 €


«O êxito de Ben Pastor reside na sua capacidade de abordar um período crucial do século XX contando uma história com paixão e cruzando-a com factos históricos.» La Repubblica

Sinopse
 Martin Bora é um oficial culto e melancólico chamado a resolver os mistérios mais complicados nos países sob domínio da máquina de guerra alemã. Com rigor e ética, e enfrentando um profundo dilema interno, Bora tenta descobrir a verdade sem perder o ânimo nem as suas convicções.
Ambientado nos agitados anos da Segunda Guerra, Luz de Ferro aborda a dificuldade em conciliar a religião, a fé e as crenças morais com as atrocidades cometidas pelos nazis.

Ben Pastor é licenciada em Literatura e é considerada uma das escritoras com mais talento no campo da ficção histórica e policial. Em 2008 ganhou o Prémio Zaragoza para o melhor romance histórico.

«Minha Mulher, a Solidão», edição de luxo de Fernando Pessoa



O que é que Fernando Pessoa nos tem a dizer sobre as mulheres? E se, num livro único, se reunissem os textos de Pessoa e dos seus heterónimos sobre as mulheres, o casamento, o amor e o desejo? São tex­tos em que se acon­se­lham mulhe­res. Num deles, Pes­soa — ou será Ber­nardo Soa­res? — propõe-se ensi­nar às mulhe­res como trair os mari­dos em ima­gi­na­ção.

Vem aí um livro de con­se­lhos a casa­das, mal­ca­sa­das e algu­mas sol­tei­ras. São con­se­lhos hete­ro­ní­mi­cos de Fer­nando Pes­soa (que tan­tas vezes terá sido hete­ró­nimo de si mesmo). Vem aí um livro de soli­dão, a soli­dão de mulher num homem que, se as que­ria, não sabia como havia de as querer.

É este o livro que a Guerra e Paz faz chegar às livrarias, a 21 de Outubro. Inspirado num verso de Pessoa, o livro chama-se Minha Mulher, a Solidão. Mas vamos também chamar-lhe, porque há outros textos que assim o exigem, Conselhos a Casadas, Malcasadas e algumas Solteiras. Um livro irreverente, de capa dura e lombada solta, com costura à vista.

Trata-se de um livro de colecção, para bibliófilos, que nenhum admirador de Pessoa pode perder. Capa em cartão grosso, de 3,5 mm de espessura, com as faces do miolo pintadas à mão, a vermelho, o livro abre logo com uma surpresa: uma pintura original de Ana Vidigal, a que se segue um texto-poema de Eugénia de Vasconcellos. Duas mulheres confrontam-se com a misoginia de Fernando Pessoa.

Mas há mais surpresas neste Minha Mulher, a Solidão. A par dos textos sobre as mulheres, impressos em papéis de luxo  (dois Munken diferentes de 150 gramas) irrompe um segundo livro, em papel de jornal, reveladores de outras sexualidades, da pulsão homoerótica à perversão masoquista.

A organização é de Manuel S. Fonseca, que escreve o texto de apresentação. O grafismo é de Ilídio Vasco.

Tal como Flores do Mal, o livro de Fernando Pessoa com capa de madeira que apresentamos em 2014, também Minha Mulher, a Solidão tem uma tiragem limitada e numerada de 1.850 exemplares.

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

O outro lado da ilha Romance estreia de Paulo Ramalho - Novidade Clube do Livro


Sinopse
Baseado em factos verídicos
Uma viagem aos mistérios de África e aos vestígios da presença colonial portuguesa. Estava-se em 1969 e a Guerra Colonial era um caminho cada vez mais estreito. Encurralado, o Império Português lutava pela sobrevivência. Destacado para uma missão em São Tomé, o alferes J. morre misteriosamente na baía de São Miguel. 
Quarenta anos depois, o seu filho Bernardo desembarca em São Tomé para reconstruir os acontecimentos trágicos de 1970. Para chegar à verdade dos factos, terá de percorrer o lado escondido da ilha, com os seus segredos e mistérios. 

Paulo Ramalho nasceu em 1960 e vive nos Açores. Antropólogo de formação, tem se dedicado à produção literária científica e poética. O Outro Lado da Ilha marca a sua estreia no romance.

O livro será apresentado no Centro Nacional de Cultura, R. António Maria Cardoso 68, em Lisboa, dia 16 de outubro, sexta-feira, pelas 18h30.

Autores Quetzal no Festival Literário Internacional de Óbidos


Arranca amanhã, na vila de Óbidos, a primeira edição do Folio – Festival Literário Internacional de Óbidos. O escritor angolano José Eduardo Agualusa é o curador do Folio Autores e, na altura da apresentação do projeto, afirmou que esta será “uma grande festa da literatura, do livro e das ideias, muito focada na língua portuguesa e na lusofonia, em particular no Brasil, mas sem esquecer o resto do mundo.”
Durante os 11 dias de festival passarão por Óbidos cerca de 50 autores nacionais e estrangeiros, entre os quais José Luís Peixoto, que lança também neste mês o seu novo livro, Em Teu Ventre, o brasileiro Reinaldo Moraes, autor de Pornopopeia e de O Cheirinho do Amor, a escritora cubana Karla Suárez (Havana, Ano Zero) e Bruno Vieira Amaral (As Primeiras Coisas).

21 de outubro, 18h30 – 20h00, Rachel Kushner e Karla Suárez, moderação de José Mário Silva;

22 de outubro, 14h30 – 16h00, Patrícia Reis, Tatiana Salem-Levy e Reinaldo Moraes, moderação de Filipa Martins;

25 de outubro, 11h00 – 12h30, Valério Romão, Bruno Vieira Amaral e João Paulo Cuenca, moderação de Filipa Martins;

25 de outubro, 14h30 – José Luís Peixoto e Pedro Rosa Mendes, moderação de Luís Maio.

A Noiva do Marquês de Tessa Dare - Novidade Topseller


Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 304
Editor: TopSeller
ISBN: 9789898491336
PVP: 15,98€

Sinopse
Ela tinha tudo o que uma donzela da sua posição podia querer: era linda e estava noiva do solteiro mais cobiçado da cidade. Um longo e desesperante noivado, porém, levou-a a querer romper o compromisso e a tomar as rédeas da sua vida.
Clio Whitmore está noiva do Marquês de Granville há oito anos, mas ele está sempre ausente no estrangeiro, levando-a ao desespero por não se sentir desejada. Quando Clio herda um castelo que lhe proporciona independência financeira, decide romper o noivado e iniciar uma nova vida. Para tal, ela terá de convencer Rafe, irmão e procurador do Marquês, a aceitar o fim do noivado. Mas Rafe tem planos para a fazer mudar de ideias, organizando-lhe um casamento de sonho...
Ele começa com flores. Um casamento nunca tem flores suficientes... Ele diz-lhe que ela dará uma belíssima noiva… e tenta não imaginá-la como sua.
Como conseguirá Rafe convencer Clio a casar-se sem se deixar vencer pelos sentimentos que crescem dentro dele, e que são a cada dia mais fortes?
Ele não irá apaixonar-se pela única mulher que nunca poderá beijar nem dizer ser sua. Ou irá?

Tessa Dare é uma autora norte-americana bestseller do New York Times e do USA Today, que já conta com quatro novelas e doze romances históricos publicados. Os seus livros foram alvo de vários elogios e prémios, incluindo o Prémio RITA para Melhor Romance Histórico, atribuído pela Associação Americana de Escritores de Romance, e prémios da revista RT Book Reviews. A revista Booklist nomeou-a «uma das novas estrelas do romance histórico» e os seus livros já foram traduzidos para mais de doze línguas. Romance com o Duque alcançou a shortlist para o Prémio Goodreads de 2014.

Saiba mais sobre o livro no site da Topseller, aqui.

A Vida Aqui e Agora de Cynthia Swanson - Novidade Bertrand


Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 328
Editor: Bertrand Editora
ISBN: 9789722529877
PVP: 17,70€
Disponível a 16-10-15

Sinopse
E se pudesse viver duas vidas ao mesmo tempo? Denver, 1962: Kitty Miller aprendeu a viver a sua vida pouco convencional de mulher solteira. Adora a livraria que gere com Frieda, a melhor amiga, e goza de um controlo perfeito sobre o seu quotidiano. Pode movimentar-se à vontade, sem ter de dar satisfações a ninguém. Houve em tempos um homem, um médico chamado Kevin, mas as coisas não correram bem como Kitty esperava. É então que começam os seus sonhos. Denver, 1963: Katharyn Andersson é casada com Lars, o amor da sua vida. Têm uns filhos maravilhosos, uma casa elegante e bons amigos. É tudo aquilo que Kitty Miller julgou em tempos querer — mas que só existe quando ela dorme. Convencida de que estes sonhos se devem à sua imaginação superativa, Kitty desfruta as suas incursões num mundo alternativo. Mas, a cada visita, mais irresistivelmente real se torna a vida de Katharyn. Poderá ela escolher a vida que quer? E se assim for, qual é o preço a pagar por se manter Kitty ou por se tornar Katharyn? À medida que as fronteiras entre os dois mundos vão ficando cada vez mais ténues, Kitty tem de perceber o que é real e o que é imaginado. E como podemos nós saber onde está essa fronteira no nosso próprio mundo?

Cynthia Swanson é escritora e designer. O seu livro de estreia, A Vida Aqui e Agora, foi traduzido para 11 línguas e recebido com muito entusiasmo pela crítica. Vive em Denver, no Colorado, com o marido e os filhos.

terça-feira, 13 de outubro de 2015

A Escolha de Kiera Cass / A Ilha das Mil Fontes de Sarah Lark - Novidades Marcador


Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 296
Editor: Marcador
ISBN: 9789897541643
Coleção: Marcador Literatura
PVP: 15,95€

Sinopse
Chegou a altura de coroar a vencedora. Quando foi escolhida para competir na Seleção, America nunca imaginou chegar perto da coroa - ou do coração do Príncipe Maxon. Mas à medida que o fim da competição se aproxima e as ameaças fora dos muros do palácio se tornam mais cruéis, America descobre o quanto tem a perder - e o quanto terá de lutar pelo futuro que deseja.



Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 584
Editor: Marcador
ISBN: 9789897541889
Coleção: Marcador Literatura
PVP: 21,95€

Sinopse
Ilha da Jamaica. Após a morte do seu primeiro amor, Nora, a filha de um comerciante londrino, une-se, através de um casamento por conveniência, a Elias, um viúvo proprietário de uma plantação de açúcar. Contudo, a vida nas Caraíbas não é como Nora sonhara. A partir do assalto noturno à plantação, Nora ver-se-á envolvida nos tumultos provocados pelos escravos rebeldes relacionados com a Avó Nanny, que também fora escrava. Nora perde tudo, exceto a vida e a esperança de encontrar de novo o amor e de decidir livremente sobre o seu futuro.

A Contadora de Histórias de Jodi Picoult - Novidade Bertrand


Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 520
Editor: Bertrand Editora
ISBN: 9789722530989
PVP; 17,70€
Disponível a 16-10-15

Sinopse
Sage Singer é padeira de profissão. Trabalha de noite, a preparar o pão e os bolos para o dia seguinte, tentando fugir a uma realidade de solidão, a más memórias e à sombra da morte da mãe. Quando Josef Weber, um velhote que faz parte do grupo de apoio de Sage, começa a passar pela padaria, os dois forjam uma amizade improvável. Apesar das diferenças, veem um no outro as cicatrizes que mais ninguém consegue ver.
Tudo muda no dia em que Josef confessa um segredo vergonhoso há muito escondido e pede a Sage um favor extraordinário. Se ela disser que sim, irá enfrentar não só as repercussões morais do seu ato, mas também potenciais repercussões legais. Agora que a integridade do amigo mais chegado que alguma vez teve está manchada, Sage começa a questionar os seus pressupostos e as expectativas em torno da sua vida e da sua família.
Um romance profundamente honesto, em que Jodi Picoult explora graciosamente até onde podemos ir para impedir que o passado dite o nosso futuro.

Jodi Picoult fala sobre o livro aqui.